Acidentes de trabalho: os erros mais comuns com a segurança

acidentes-de-trabalho-entenda-os-erros-mais-comuns-com-a-seguranca.jpeg
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

É dever de todo empregador se preocupar e tomar medidas de segurança para a atuação de seu empregado no trabalho. Além disso, é dever do empregado fazer uso de todos os equipamentos de segurança que lhe são oferecidos e tomar cuidado em suas tarefas para poder evitar qualquer tipo de acidente de trabalho.

Pensando nisso, separamos aqui os erros mais comum que acontecem no ambiente de trabalho e acabam gerando acidentes, e qual a melhor forma de preveni-los. Acompanhe!

Erros mais comuns que geram acidente de trabalho

Acidentes de trabalho infelizmente acontecem quando os devidos cuidados não são tomados dentro das organizações. Por conta disso, ser responsável pela segurança do trabalho em uma empresa é uma função que requer muita responsabilidade, prevenção e treinamento. Para elucidar essa questão, confira abaixo algumas circunstâncias que podem provocar acidentes de trabalho:

1. Manutenção das máquinas

Um ponto importante, e que às vezes é negligenciado, é a manutenção do maquinário da empresa. Uma máquina desregulada ou com defeitos pode oferecer riscos aos operários. Sendo assim, deve haver uma manutenção periódica em todas as máquinas ou equipamentos que o trabalhador tenha contato.

2. Longa jornada de trabalho

O cansaço pode sim ser um fator de risco de acidente — tanto o físico quanto o mental —, visto que eles diminuem as capacidades do empregado, levando-o a cometer equívocos em sua atividade. Esses erros, dependendo da gravidade, podem colocar em risco a vida do funcionário.

Então, é necessário cuidar do bem-estar dos trabalhadores, dar a eles tempo para descanso, e sempre respeitar o limite físico de todos.

3. Uso incorreto dos equipamentos de segurança

O ponto mais importante e que deve sempre ser levado em consideração na prevenção de acidentes, é o uso do Equipamento de Proteção Individual. O EPI não é apenas um dever do dono da empresa: é também um direito de todo funcionário.

A utilização correta do EPI vai garantir a saúde e integridade física do colaborador. Os equipamentos também devem ser bem cuidados pelos funcionários que os utilizam, para que permaneçam em condições de assegurar a proteção. É importante lembrar que todos os equipamentos devem ser específicos para a função que for exercida e também estarem aprovados.

4. Falta de sinalização

Se houver dentro da empresa algum local que ofereça risco aos funcionários, ele deve ser sempre sinalizado — seja com placas coloridas bem chamativas, faixas de retenção, etc. Caso o empregado sofra um acidente em algum lugar perigoso que não estava sinalizado, a empresa pode ser penalizada.

Locais inflamáveis, com risco de queda, ou até mesmo com piso molhado, devem ter ali sua plaquinha para prevenir que algum acidente venha a acontecer.

5. Manuseio de materiais perigosos

Dependendo do tipo de material utilizado em uma empresa, ele pode vir a ser altamente perigoso para a saúde. Sendo assim, as formas de manuseio, armazenamento e transporte devem ser respeitadas para evitar acidentes.

Inalação, corte e queimadura são apenas alguns dos possíveis resultados que alguns materiais podem causar nos funcionários. Por isso, o uso do EPI é obrigatório.

Vale reforçar que os acidentes de trabalho não são apenas responsabilidade do trabalhador. Todos os elementos envolvidos (contratantes, empresas, entre outros), também serão responsabilizados em caso de acidente. Assim, é dever de todos agir de forma preventiva dentro do ambiente de trabalho.

Foi bom aprender um pouquinho mais sobre acidente de trabalho e quais erros ocasionam eles? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que todos tenham conhecimento sobre o assunto!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário

Preencha o formulário com seus dados. Campos com * são obrigatórios. *